HISTÓRICO

... desejo de independência, conflitos de interesse político, mas sobretudo um forte sentimento nacionalista pelos Brasileiros natos (e por adoção) invade a primeira metade do século XIX. O povo não apenas assiste aos acontecimentos, mas deles participa. Em 1838 no Norte/Nordeste a sociedade estabelecida, é abalada por uma revolta que foi denominada A BALAIADA. A famosa revolta teve seu inicio em quando um nativo de nome Raimundo Gomes Vieira, acompanhado por nove homens, invade a cadeia de Vila do Manga (MA), solta os presos, obtém o apoio da guarnição de soldados locais e faz várias reivindicações ao Governo das Províncias. À Raimundo Gomes, se unem outros grupos revoltosos, criando uma espécie de Federação de Chefes de Cangaço.

O sentimento que levou a esta revolta, é muito bem simbolizado na história de um sitiante que vivia de fazer cestos de cipó (no nordeste chamado Balaio). Manoel Francisco dos Anjos Ferreira, conhecido pela alcunha de Balaio teve suas duas filhas desonradas por um Alferes, vinga-se e adere a revolta contra o poder estabelecido, torna-se um cruel chefe de cangaço e encontra a morte em combate a frente do movimento.

Por este estilo contestatório, reinvidicador e revolucionário, o nome BALAIOS foi adotado para nosso clube, e o cangaceiro como símbolo foi uma conseqüência natural.

Fundado em 15 de setembro de 1969, na Cidade do Rio de Janeiro, RJ, Brasil, em uma oficina de motocicletas Harley Davidson; Os Balaios se fundamentaram nas "Normas Internacionais" dos Moto CLubes, e se tornaram o primeiro Moto Clube neste padrão no Brasil. Da oficina do "Mister", o clube se instalou na saudosa sede da Rua Viuva Lacerda, de propriedade de Blint Bob, onde se consolidou e cresceu, colocando em prática sua essência e sua oficina de Harleys para atender aos irmãos. Ao grupo original se juntaram novos membros, que vieram nestes primeiros anos a constituir os ideais que continuam prevalecendo até os dias atuais: fraternidade, solidariedade e respeito.

As dificuldades da época eram imensas para a construção de um Moto Clube, a começar pelos implícitos na construção das primeiras motocicletas estilo CHOPPER (frente lançada, Santo Antônio e etc.), obtenção de peças, manutenção e etc. Blint Bob oferecia então um modelo de solidariedade que permitiu construir uma forte coesão entre esses membros pioneiros, fazendo com que o clube suplantasse essas primeiras dificuldades como organização. Pouco a pouco esta organização foi se transformando em uma estrutura sofisticada, que permitiu ao clube realizar as primeiras viagens pelo Brasil afora, tornando o clube conhecido fora do Rio de Janeiro.

Hoje, após quarenta anos de estrada o espírito continua inalterado, aprimorando com o tempo suas característica básicas: Irmandade e Motociclismo. Compartilhamos hoje essas ideologias com mais irmãos em outros estados e observamos que além de motociclistas, somos uma grande família unida onde o clube é nossa vida, ou seja o coletivo sempre prevalece sobre o individual.




Quem somos Histórico Homenagem Blint Brothers Livro de Visitas Bases e contatos Fotos Diversos Links Abertura

Copyright Balaios MC - Webmaster - 1999, Novembro de 2006